Notícias


Brasil tem prejuízo de R$ 62 bilhões, no Turismo

Previsão para a recuperação da economia é somente para o início de 2023
Publicado dia 11/08/2020

Brasil tem prejuízo de R$ 62 bilhões, no Turismo

O Brasil se encontra em um momento de incertezas, desde o mês de março de 2020, com a chegada e avanço do Novo Coronavírus no país, as autoridades locais têm tomado diversas iniciativas como forma de combater o avanço da pandemia em todo o território nacional. Com isso a sociedade vivencia um momento de incertezas, o comércio fechou embora o Governo Federal em parceria com os governantes locais adotassem medidas que diminuíssem o número de empresas fechadas, foi impossível evitar o aumento do número de demissões nas empresas em todo o Brasil.

Quem diria que em 2020 os templos religiosos iriam fechar, não seria mais possível frequentar ambientes com muitas pessoas, as famosas aglomerações, sem falar do trânsito das grandes cidades que sofriam diariamente com o engarrafamento nos horários de pico.

Dentre os diversos setores da economia, o mais prejudicado foi o turismo, devido os decretos municipais e estaduais os passeios pararam suas atividades, inclusive, em alguns lugares ainda não é possível ir para a praia. Segundo informações da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o prejuízo acumulado até o mês de abril, foi em torno dos R$62 bilhões, com cerca de 300 mil desempregados.

Além disso no Brasil, o turismo corresponde a 3,71% do Produto Interno Bruto (PIB), conforme divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em entrevista para o portal de notícias da Globo, o G1, Mariana Aldrigui, pesquisadora da Universidade de São Paulo, a estimativa é que o faturamento do turismo no país só volte a melhorar em 2023, devido a imagem negativa que o país é visto na Europa e Estados Unidos, sobre as formas de prevenção e combate ainda precárias se comparada com grandes países desenvolvidos. “O perfil de turista estrangeiro que costuma visitar o Brasil tem uma faixa etária entre 25 e 30 anos, profissão estabelecida e um nível de renda mais elevado. Essa pessoa costuma buscar informações sobre o destino que pretende visitar. Também pode contactar um agente de viagem que provavelmente vai sugerir que o Brasil não é um bom lugar para conhecer em tempo de pandemia. O problema é que não sabemos quanto tempo isso irá durar”, diz Aldrigui Carvalho.

No Rio Grande do Norte (RN), segundo informações da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Nacional (ABIH), o prejuízo estimado é de 300 milhões, sendo uma previsão de até 750 milhões até o final do ano.

Essa foi a primeira matéria da série de reportagens sobre a situação do Turismo no Brasil, fique atento e confira as principais notícias do turismo, no Brasil e no Mundo no site da Parrachos.

Por: Jhonatan Silva


Notícia disponível em:
Rua Prof. Bilac de Farias, 1842, Capim Macio, Natal, RN, Brasil, 59078-370